(84) 98726-2445   Av. Nevaldo Rocha, 3545 - Lagoa Seca, Natal - RN, 59022-385

Segunda a sexta-feira, 7h-18h - Sábados, 7h-12h

BlogodoutorDermatite: Saiba o que é e como tratar.

Dermatite: Saiba o que é e como tratar.

Dermatite Conceito, Tipos, Causas, Sintomas E Tratamentos

Coceira, vermelhidão ou descamação são sintomas genéricos que podem aparecer na nossa pele sem sabermos exatamente por que surgiram. Eles podem, porém, representar um dos diversos tipos de dermatite existentes.

Não contagiosa, a dermatite pode, entretanto, tornar-se crônica. Por causa disso, o melhor a se fazer é ir em busca de um dermatologista assim que começarem os primeiros sintomas.

Como e quando, todavia, é preciso procurar ajuda médica? Neste artigo, explicaremos as causas e os sintomas dos vários tipos de dermatite. Siga na leitura para compreender a diferença entre eles e saber como é possível tratar a doença.

O que é dermatite?

A dermatite, também chamada de eczema, é uma inflamação da pele que pode aparecer em diversas áreas do corpo e em qualquer idade, causando sintomas como vermelhidão, coceira, descamação e formação de pequenas bolhas repletas de líquido transparente.

Ela não é transmitida por contato direto ou por objetos de uso pessoal, ou seja, não é infecciosa. Além disso, a inflamação costuma durar toda a vida do paciente, mas os sintomas podem sumir à medida que ele envelhece. A pele dele, contudo, permanecerá seca e sensível.

Tipos de dermatite, além de suas causas e sintomas.

De acordo com o tipo de dermatite, pode haver a presença de diferentes causas e sintomas. A seguir, você saberá como identificar cada uma delas.

Dermatite de contato

A dermatite de contato é uma reação inflamatória que acontece quando a pele é exposta a um componente que gera irritação ou alergia ao entrar em contato com ela.

Seus sintomas mais comuns são coceira, vermelhidão, erupção cutânea, descamação da pele e inchaço. Os locais mais comumente acometidos por esse tipo de dermatite são as mãos e a face.

Dermatite atópica

A dermatite atópica é um dos tipos mais comuns de dermatite. É uma doença crônica da pele causadora de erupções cutâneas que coçam, formam crostas e podem ou não descascar.

Surge mais frequentemente nas dobras dos braços e na parte de trás dos joelhos e pode, ainda, vir acompanhada de asma ou rinite alérgica.

Dermatite seborreica

A dermatite seborreica afeta principalmente o couro cabeludo e as regiões mais oleosas da pele, como laterais do nariz, rosto, orelhas, barba, pálpebras e peito, causando vermelhidão, manchas e descamação da pele.

Supõe-se que este tipo de dermatite esteja associado ao fungo malassezia, presente na pele, mas que pode se alastrar em algumas pessoas. Além disso, é preciso levar em conta histórico familiar, estresse e a presença de outras doenças de pele, como rosácea, psoríase e acne.

Dermatite herpetiforme

A dermatite herpetiforme é uma doença autoimune reflexo da intolerância ao glúten. Ela provoca excesso de bolhas avermelhadas que progridem para erupções com aparência semelhante à de herpes, por isso o nome “herpetiforme”.

Atinge especialmente indivíduos do sexo masculino, podendo surgir na infância ou na vida adulta. Embora seja uma variante da doença celíaca, essa doença autoimune não apresenta manifestações intestinais.

Dermatite ocre

A dermatite ocre, conhecida ainda como dermatite de estase, ocorre geralmente em pessoas com insuficiência venosa, isto é, em pessoas nas quais o sangue apresenta dificuldades para retornar ao coração.

Seus principais sintomas são inchaço e coloração arroxeada ou marrom nas pernas e tornozelos por causa do acúmulo de sangue, além de coceira e feridas com pus e crostas.

Dermatite perioral

A dermatite perioral é uma doença que aparece na face, principalmente ao redor da boca e nariz. Pode, ainda, evoluir para a área ao redor dos olhos, momento em que é denominada dermatite periocular.

Coceira, irritação e sensação de queimação na pele são seus sintomas mais comuns. Esta dermatite forma pequenas bolhinhas avermelhadas ou rosadas ao redor da boca, causando ressecamento e descamação da pele.

Como diagnosticar a dermatite?

Apenas o profissional de saúde especializado (às vezes, o clínico geral, mas preferencialmente o dermatologista) pode confirmar se os sintomas apresentados pelo paciente correspondem a um quadro de dermatite.

Os médicos tendem a basear o diagnóstico de dermatite nos sintomas da pessoa, no aspecto da erupção cutânea e em que parte do corpo ela se manifesta.

Para confirmar o diagnóstico, o dermatologista pode fazer alguns testes ou exames, como o teste de contato ou o exame de sangue. O especialista pode, ainda, solicitar amostras da pele da pessoa afetada para enviá-las a um laboratório para fazer uma biópsia.

Como tratar a dermatite?

O tratamento da dermatite, seja ela qual for, deve ser realizado sob a orientação de um clínico geral ou de um dermatologista e costuma incluir repouso e dieta e/ou o uso de remédios, cremes e shampoos. Ademais, é importante evitar:

  • banhos quentes, pois eles podem agravar os sintomas da doença;
  • produtos capazes de irritar a pele, a exemplo de perfumes e maquiagens;
  • estresse psicológico, já que ele pode agravar a doença e causar mais coceiras;
  • exposição frequente e não protegida ao sol, porque isso pode causar agressões e complicações indesejadas à pele; e
  • roupas sintéticas, pois elas dificultam a respiração da pele, acumulando suor e bactérias nela e causando coceiras e irritações.

Considerações finais

Dermatite não tem cura, mas tem tratamento. O ideal é fazer o acompanhamento com um dermatologista, profissional qualificado e capacitado para diagnosticar corretamente o tipo de dermatite aos sintomas apresentados pelo paciente.

O Doutor é uma clínica médica completa para cuidar da sua saúde. Localizada em Natal/RN, possui atendimento personalizado, cuidadoso e rápido para você sair daqui satisfeito.

Na Clínica O Doutor, você encontra a especialidade médica que precisa, além de laboratório próprio de análises clínicas. Marque sua consulta conosco!


  • Inicial
  • Quem Somos
  • Especialidades
  • Exames
  • Blog
  • Contato