(84) 98726-2445   Av. Nevaldo Rocha, 3545 - Lagoa Seca, Natal - RN, 59022-385

Segunda a sexta-feira, 7h-18h - Sábados, 7h-12h

BlogInfecçãoO que é Virose? Entenda os tipos e como se prevenir.

O que é Virose? Entenda os tipos e como se prevenir.

Virose

Muito se ouve falar sobre virose, mas você sabe o que é de fato uma e quanto tempo ela costuma durar? Conhece as causas e os sintomas da doença?

É comum que as pessoas se sintam frustradas ao receber o diagnóstico de virose exatamente porque não entendem do que precisamente se trata a enfermidade.

Neste artigo, portanto, discorremos sobre o assunto para facilitar a compreensão dele e ajudar a entender o melhor tratamento para esse tipo de infecção. Continue a leitura!

O que é virose?

Virose é toda doença que tem como causador um vírus. São as patologias mais comuns no mundo e as que mais fazem com que as pessoas se dirijam aos serviços de pronto-atendimento.

Vão desde os quadros menos perigosos, como gripes e resfriados, até os que podem ser irremediáveis, a exemplo de sarampo, caxumba, dengue e covid-19.

Uma virose mal curada de covid-19 pode, inclusive, transformar-se em uma pneumonia por covid, infecção capaz de inflamar áreas menores e mais numerosas do pulmão e permanecer por mais tempo em tal órgão após se hospedar nele.

As viroses costumam atingir os tratos respiratório e intestinal, acarretando, normalmente, uma lista abreviada de sintomas e se manifestando por um curto período de tempo.

Quais são os sintomas da virose?

Os sintomas da virose variam muito de pessoa para pessoa e do tipo contraído. Eles tendem a surgir algumas horas ou dias após o primeiro contato com o vírus e duram, em casos mais leves, de 2 a 4 dias.

As viroses mais comuns são as respiratórias, que agridem principalmente as vias aéreas, e as gastrointestinais, que atacam estômago e intestino.

Os sintomas mais comuns das viroses respiratórias são dores na garganta, espirros, secreções, nariz entupido, coriza, tosse, febre e mal estar.

Por outro lado, os sintomas mais frequentes das viroses gastrointestinais consistem em diarreia, náuseas, vômitos, dores musculares e cólicas abdominais.

É possível transmitir virose a outras pessoas?

Sim, a virose é transmissível e uma única pessoa infectada pode contaminar várias outras. Apenas um organismo sadio e com a imunidade alta é capaz de rejeitar a entrada do vírus e inibir o começo de um quadro de virose.

A transmissão varia de acordo com o tipo de vírus. No caso das respiratórias, acontece pelo repasse de gotículas da boca ou do nariz da pessoa infectada para a pessoa saudável.

No que se refere às gastrointestinais, seu contágio é pela mesma forma de transmissão das respiratórias e ainda pela fecal-oral, que diz respeito ao contato entre indivíduos ou por meio de objetos, bebidas ou alimentos contaminados pelo vírus.

Como se prevenir de uma virose?

Existem maneiras diversas de se prevenir tanto das viroses respiratórias quanto das gastrointestinais. A maioria envolve uma melhor higienização diária e o amadurecimento de hábitos alimentares saudáveis.

Afinal, como foi esclarecido acima, um indivíduo saudável e com a imunidade alta consegue combater mais efetivamente o vírus, reduzindo as implicações deste no organismo. A seguir, algumas recomendações para fugir de qualquer virose:

  • Antes e depois de se alimentar ou de tocar nos seus olhos, nariz e boca, lave suas mãos de forma correta, com água limpa e sabão ou sabonete líquido.
  • Opte por não dividir objetos de uso pessoal, como pratos, talheres e copos.
  • Evite o contato com a pessoa infectada, mantendo uma distância segura de mais ou menos 1 metro.
  • Vacine-se conforme recomendação do Sistema Único de Saúde (SUS). Para algumas viroses, já existem imunizações disponíveis, a exemplo da vacina contra a gripe e da vacina contra o rotavírus.

Como tratar uma virose?

Habitualmente, os médicos prescrevem remédios que combatem e aliviam os sintomas virais, sem indicar um específico para a virose em si.

Os sintomas, vale salientar, tendem a desaparecer em até cinco dias e o contaminado, dia após dia, demonstra evolução do quadro até alcançar a cura definitiva.

Dessa forma, o ideal é permitir que o ciclo do vírus se cumpra para que se possa ficar livre dele. Se, de todo modo, você quiser tentar acelerar o processo, aqui vão algumas dicas valiosas:

  • Hidrate-se. Tome bastante água e outros líquidos benéficos, como sucos e chás.
  • Alimente-se adequadamente, com a ingestão de nutrientes, especialmente vitaminas e minerais.
  • Opte por comidas de fácil consumo, a exemplo de caldos e sopas.
  • Fuja da automedicação. Vá ao médico e siga o tratamento receitado por ele.
  • Repouse tanto quanto puder, pois esse comportamento reduz a exposição de outras pessoas ao vírus e abranda a pressão no próprio organismo.

Em caso de viroses respiratórias, é aconselhável lavar as narinas com soro fisiológico; já no caso das gastrointestinais, talvez seja precisa a ingestão de probióticos e zinco para restituir a microbiota intestinal.

Considerações finais

Apenas o diagnóstico preciso de uma doença garante o tratamento eficaz dela. Dessa forma, ao suspeitar de uma virose, esteja atento aos sintomas característicos dessa patologia para poder descrevê-los adequadamente ao médico.

Ademais, o diagnóstico ideal é aquele feito com a realização de exames, sejam eles clínicos ou laboratoriais. Cuide da doença no início para que ela não se transforme em algo mais sério. Ao menor sintoma, contate O Doutor.


  • Inicial
  • Quem Somos
  • Especialidades
  • Exames
  • Blog
  • Contato