(84) 98726-2445   Av. Nevaldo Rocha, 3545 - Lagoa Seca, Natal - RN, 59022-385

Segunda a sexta-feira, 7h-18h - Sábados, 7h-12h

BlogExameSintomas de um Ataque Cardíaco: O que você deve saber

Sintomas de um Ataque Cardíaco: O que você deve saber

Sintomas De Um Ataque Cardíaco O Que Você Deve Saber

Os sintomas de um infarto podem variar em diversos casos, dependendo da idade, sexo e condição física da pessoa. Esses sintomas, como dores no peito, braços e suor frio, surgem ao ocorrer um entupimento de um vaso sanguíneo no coração. Isso acontece devido a existência de placas de gordura ou coágulos nos vasos, que prejudicam a circulação sanguínea. 

Entretanto, não é certo se dizer quais são os exatos sintomas de indícios de um ataque cardíaco, já que não existe um padrão de casos. Muitas vezes, inclusive, antes de um infarto uma pessoa pode não ter sentido nenhum sintoma. 

Há também casos de pacientes que sofreram sintomas mais habituais, como enjoos. Por isso, o infarto nem sempre consegue ser reconhecido antes de ocorrer de fato.

Nesse artigo, vamos explicar um pouco mais sobre os possíveis sintomas de um ataque cardíaco e suas causas, com o objetivo de ensinar melhor sobre esses acontecimentos e evitar possíveis complicações futuras!

Principais sintomas de um infarto

  1. Dor ou desconforto no peito
    Essa dor pode vir como um aperto, queimação ou peso na região do peito e geralmente fica concentrada no centro ou lado esquerdo do peito.
  2. Dor no peito que irradia para a parte superior do corpo
    Nesse caso, o desconforto afeta também o ombro, pescoço, mandíbula, e braço, geralmente do lado esquerdo. Há alguns casos que o desconforto pode afetar também as partes superiores das costas e da barriga.
  3. Falta de ar
    Esse sintoma pode ser em conjunto com outros, como os desconfortos no peito, ou isolado como uma dificuldade para respirar. Pode ocorrer tanto em repouso quanto durante algumas atividades leves.
  4. Outros sintomas
    Outros sintomas muito comuns, que podem aparecer de forma isolada ou em conjunto, são: cansaço em determinadas horas do dia, desmaios, náuseas, palidez, suor frio e coração acelerado.

Infarto em mulheres

Os sintomas de ataques cardíacos em mulheres podem ser diferentes de outros casos e mais silenciosos, sendo confundidos com outras complicações. Antes da menopausa, uma mulher possui menos chances de sofrer um ataque cardíaco do que um homem de mesma idade e por isso, esses casos acabam sendo desvalorizados. 

Porém, atualmente, há muitas mulheres que estão se submetendo a rotinas muito estressantes, além de serem fumantes e consumirem bebidas alcoólicas com frequência. Tudo isso em conjunto com o uso de pílula anticoncepcional e pouca atividade física aumenta os riscos de um ataque cardíaco e de outras complicações, como trombose. 

Casos de infarto fulminantes

Um infarto fulminante acontece de repente e pode levar a morte súbita da vítima, muitas vezes de 1 a 24 horas após o início dos sintomas. Esse tipo de infarto acontece quando há uma interrupção do fluxo sanguíneo para o coração e possui maior risco em pessoas mais jovens devido a fatores de risco, como: tabagismo, obesidade, diabetes, pressão alta ou alterações genéticas.

Por terem alto risco de morte, na presença de quaisquer sintomas como dores no peito, braço, sensações de aperto ou falta de ar, é de extrema importância procurar um médico imediatamente.

Como prevenir um infarto

Existem alguns costumes no dia a dia que podem prevenir a ocorrência de um infarto. Como: 

  • Evite fumar;
  • Praticar exercícios físicos regularmente; 
  • Manter uma alimentação saudável para o coração (evitar muitas frituras e alimentos gordurosos);
  • Procurar manter o peso de acordo com a sua altura e metabolismo; 
  • Controlar a ingestão de álcool;
  • Cuidar da saúde mental e evitar ocasiões de muito estresse;  
  • Acompanhar o andamento da pressão e do colesterol; 
  • Para diabéticos: prestar atenção nos níveis de açúcar do sangue.

E é sempre importante fazer um acompanhamento médico com frequência, principalmente com um cardiologista, com o objetivo de verificar como está o andamento da circulação sanguínea do seu coração. 

Além disso, pessoas com mais de 45 anos costumam ter mais riscos de infartos e por isso o acompanhamento semestral é mais indicado, fazendo exames de coração avaliando: pressão sanguínea, colesterol, dieta, níveis de atividade física e histórico familiar.

Por isso, começar a se cuidar desde agora é o melhor para a sua saúde!
Está a procura de um cardiologista ou precisando fazer exames da saúde do seu coração? Aqui na Clínica O Doutor você encontra uma equipe especializada para cuidar de você! Agende agora a sua consulta.


  • Inicial
  • Quem Somos
  • Especialidades
  • Exames
  • Blog
  • Contato